Escolha uma Página

Terapia Cognitiva Comportamental
(Modificando Emoções e Comportamentos através do Pensamento)

 

A Terapia Cognitiva foi desenvolvida por Aaron T. Beck, na Universidade da Pensilvânia no início da década de 60. Inicialmente, Beck pensou numa psicoterapia breve, estruturada, focal, orientada ao presente e direcionada para modificar pensamentos e comportamentos disfuncionais.

O objetivo da Terapia Cognitiva é ajudar os pacientes a revelar seu pensamento disfuncional e irracional, testar seu pensamento e comportamento em relação à realidade e construir técnicas mais adequadas e funcionais para reagir, tanto inter quanto intrapessoalmente, ajudando o paciente a desenvolver melhores estratégias de enfrentamento para lidar com sua vida.

A Terapia Cognitiva considera a personalidade sendo formada por valores centrais (ou crenças muito íntimas) que se desenvolvem bem cedo na vida do indivíduo, como resultado de fatores presentes no seu ambiente. Os indivíduos freqüentemente formulam regras ou padrões excessivamente rígidos e absolutos, baseados em suposições erradas. Esses padrões derivam do que Beck denomina de esquemas, ou padrões complexos de pensamentos que determinam como as experiências serão percebidas e conceituadas.

O Programa de Gerenciamento das Emoções – PGE baseia-se no princípio de que podem existir diversas formas alternativas de encarar uma determinada situação. As pessoas que sofrem problemas emocionais geralmente estão presas a uma forma particularmente negativa ou inútil de olhar para a sua situação, e só conseguem ver essa forma de interpretá-la. O papel do psicólogo é auxiliar as pessoas a explorar se podem ou não existir formas alternativas de avaliar a sua situação. O objetivo é permitir-lhes identificar onde podem ter caído em uma armadilha ou ficado “encalhadas” em sua forma de pensar e permitir-lhes descobrir outras formas de encarar a sua situação.

Você já percebeu que as nossas emoções e atitudes podem decorrer da forma como interpretamos o mundo, ou seja, das nossas cognições? Imagine-se em uma festa e um amigo íntimo passa por você sem cumprimentá-lo. O que você pensaria neste momento? 1. que fez algo que o deixou irritado; 2. ficaria com raiva e muito desapontado com ele; 3. sairia da festa chorando se sentindo o ser menos amado do mundo; 4. iria até ele, já que ele pode não ter visto você. Observe que em uma mesma situação as pessoas apresentam diferentes emoções e atitudes, o que determinará isto é o pensamento, ou seja, a forma como ela atribui significados ao real.

Qual a diferença entre a Terapia Cognitiva com outras formas de psicoterapia? 

A TCC se diferencia de outras abordagens pelo seu tempo curto e limitado (de 14 a 25 sessões em média) e a sua eficácia comprovada em estudos empíricos. A relação entre o terapeuta e paciente é colaborativa, ambos participam ativamente e em equipe.

A TCC valida sua eficácia no tratamento de diversos transtornos emocionais: depressão, transtornos de ansiedade (fobias, pânico, hipocondria, transtorno obsessivo-compulsivo), dependência química, transtornos alimentares, problemas interpessoais, terapia familiar e de casal. Adultos, crianças e adolescentes, nas modalidades individuais e em grupo. Além de estudos com resultados animadores no tratamento de psicoses, de transtornos orgânicos, intervenção nas áreas de esporte, educação.